Um resumo dos conceitos e ideias principais sobre como ter uma vida centrada em princípios: Extraído do livro “First things first” de Stephen R. Covey

Em que contexto se aplica? (onde e quando?)

Quando você quer fazer sua vida ter mais significado e executar um plano de ação consistentemente para materializar seus sonhos, a primeira coisa importante a entender é que estamos no controle de nossas vidas. Podemos escolher deixar nossa vida diária ser governada por nossos próprios princípios ou apenas reagir ao que acontece conosco.

Liderar uma vida centrada em princípios significa não tomar atalhos ou soluções rápidas. Você deve seguir um caminho que se concentra em por que você está fazendo as coisas ao invés de quão rápido ou eficientemente você está fazendo as coisas. Esteja disposto a examinar sua vida, seus motivos e suas coisas realmente importantes para coloca-las realmente em primeiro lugar em sua vida.

 

O relógio e a bússola

Quantas pessoas em seu leito de morte gostariam de ter passado mais tempo no escritório?

Todo mundo quer um pedaço do seu tempo. Em algum lugar entre a sua visão pessoal e suas ações cotidianas, cria-se uma lacuna entre o que você acha que deveria estar fazendo e o que realmente está realizando.

O inimigo do “ótimo” é “bom”. O resultado de colocar muitas coisas boas à frente das melhores coisas é o sentimento inquietante de não colocarmos as Primeiras Coisas em primeiro lugar em nossas vidas. Você é bom em muitas coisas, mas você não está atingindo o seu melhor em qualquer coisa.

Duas ferramentas poderosas para nos orientar: o relógio representa nossos compromissos, horários, metas e atividades. A bússola representa nossa visão, valores, princípios, missão, consciência, direção e o que sentimos ser importante – como conduzimos nossas vidas. Para alguns, há a sensação de estar sendo controlado por outras pessoas ou situações. Para outros, nos sentimos culpados pelo que não estamos fazendo e não podemos aproveitar o que fazemos.

Alguns acham que o “sucesso” está ligado a realização profissional ou financeira. Absorvidos na subida, deixam um rastro de relacionamentos quebrados, ou perderam momentos de vida mais profunda e rica ao longo do caminho. O despertar vem quando um ente querido morre, ou você descobre o seu filho adolescente tem um problema de drogas, seu médico nos diz que você tem seis meses para viver, ou seu casamento é ameaçado pelo divórcio. É preciso uma crise para fazer com que algumas pessoas percebam o que estamos fazendo com o nosso tempo.

Conceitos-chave (o quê?)

O vício da urgência

Qualquer coisa menos que um compromisso consciente com o importante é um compromisso inconsciente com o sem importância.

Saber e fazer o que é importante, em vez de simplesmente responder ao que é urgente, é fundamental para colocar as Primeiras Coisas em Primeiro Lugar.

Alguns de nós são viciados na adrenalina ou o estresse das crises. Somos atraídos para fazer qualquer coisa urgente, apenas para permanecer em movimento. Isso nos dá um senso artificial de autoestima, poder, controle, segurança e realização.

“Eu adoraria passar bons momentos com você, mas tenho um prazo”. “Eu simplesmente não tenho tempo para me exercitar.”

Para se concentrar nas questões de importância e não na urgência, estude a Matriz de Gerenciamento de Tempo abaixo: © 1994 Covey Leadership Center, Inc

Quadrante I – URGENTE e IMPORTANTE:

Crises, problemas urgentes, Prazos, preparações para Reuniões.

 

Quadrante II – IMPORTANTE e NÃO URGENTE:

Construção de relacionamentos, verdadeira recreação, Preparação, Prevenção, clarificação de Valores, Empowerment

Quadrante III – URGENTE e NÃO IMPORTANTE:

Interrupções, Telefonemas, alguns e-mails, Atividades populares, algumas reuniões, alguns relatórios.

 

Quadrante IV – NÃO IMPORTANTE e NÃO URGENTE:

Trivialidades, trabalho corrido, chamadas telefônicas, Desperdiçadores de tempo, Atividades de fuga, e-mails irrelevantes, TV excessiva.

 

 

Verifique o seu índice de urgência: Estas declarações representam o seu comportamento?

  • Eu pareço fazer o meu melhor trabalho quando estou sob pressão.
  • Estou frustrada com a lentidão das pessoas e das coisas ao meu redor.
  • Eu odeio esperar ou ficar na fila.
  • Sinto-me culpado quando tiro uma folga do trabalho.
  • Eu frequentemente me vejo dispensando as pessoas para que eu possa terminar um projeto.
  • Estou no meu melhor quando lidamos com uma situação de crise.
  • Muitas vezes, não dedico tempo de qualidade com pessoas importantes na minha vida para lidar com uma crise.
  • Confio em resolver algumas crises para dar ao meu dia uma sensação de significado e propósito.
  • Eu continuo pensando que algum dia eu serei capaz de fazer o que realmente quero fazer.

Agora pergunte a si mesmo: Qual é a única atividade que, se você fizer de maneira excelente e consistente, terá resultados positivos significativos em sua vida pessoal? Qual é a única atividade, que se você se saísse bem e consistentemente, teria resultados significativos e positivos em sua vida profissional?

Algumas respostas podem ser:

  • Melhorar a comunicação com as pessoas • Melhor preparação • Melhor planejamento e organização • Cuidar melhor de si • Aproveitar novas oportunidades • Desenvolvimento pessoal • Capacitação

Todas estão no Quadrante II. Você deve agir sobre elas. Elas não agem em você. Se você está procurando tempo para passar no segundo quadrante, obtenha tempo no quadrante III e IV.

O valor da matriz é que ela nos ajuda a ver como a importância e a urgência afetam as escolhas que fazemos sobre como gastar nosso tempo. Isso nos permite ver onde passamos a maior parte do nosso tempo e por que passamos lá. Somos capazes de ver o grau em que a urgência domina e o grau em que a importância não.

 

Capacidades e habilidades (Como?)

Viver, amar, aprender, deixar um legado.

Fazer mais coisas mais rápido não é substituto para fazer as coisas certas.

Quais são as Primeiras Coisas e como as colocamos em primeiro lugar em nossas vidas?

Quando as necessidades físicas, mentais, sociais e espirituais se sobrepõem numa sinergia e equilíbrio, encontramos satisfação e alegria. Mais importante ainda, você deve viver para um propósito maior que você mesmo.

A realidade dos princípios do “norte verdadeiro”

Precisamos criar uma bússola interna que nos alinhe com princípios e realidades atemporais na experiência humana. Não estamos falando de valores, práticas ou religião. Estamos falando de serviço e reciprocidade, o processo de crescimento e mudança.

NÓS SOMOS O PRODUTO DE NOSSAS ESCOLHAS. Avalie sua autoconsciência

  • Eu sou capaz de me afastar dos meus pensamentos ou sentimentos e examiná-los e mudá-los?
  • Eu sou capaz de avaliar a resposta ou o feedback que recebo de outras pessoas?
  • Eu sou capaz de cumprir as promessas que faço a mim mesmo e aos outros?

 

Sua visão e Missão (Quem será impactado?) e

Valores (Porque isto é importante para você?)

O poder dos objetivos

Sofremos um golpe em nossa conta de integridade pessoal sempre que não atingimos nossas metas. Perdemos a confiança em nossa capacidade de fazer e manter compromissos, para nós mesmos e para os outros. Então, quando precisamos usar a força de caráter para enfrentar os desafios críticos em nossas vidas, não temos nada para dar. Realizar um objetivo em uma área da vida pode significar um impacto negativo em nossas outras áreas. Um homem focado em aumentar sua riqueza poderia estar fazendo isso à custa do tempo com sua esposa e família.

 

Como definir e atingir metas baseadas em princípios:

Através da consciência, nos conectamos com a paixão da visão e da missão e o poder dos princípios.

Através da imaginação criativa, imaginamos possibilidades e formas criativas e sinérgicas para alcançá-lo.

Através da autoconsciência, estabelecemos metas realista e ficamos abertos a mudanças motivadas pela consciência.

Através da vontade independente, fazemos uma escolha intencional e a realizamos; nós temos a integridade de andar alinhados com o que falamos.

 

Estabelecendo metas de longo prazo e de “contexto”

Use um formato “que”, “por que” e “como” para capturar efetivamente essas metas.

 

O que: Meu objetivo é manter um corpo saudável.

Por que: Então eu posso ter a força e a resistência necessárias para cumprir minha missão. Também aumentará minha força de caráter e conta de integridade pessoal.

Como: vou aumentar minha ingestão de frutas e vegetais, exercitar-me quatro vezes por semana e pensar pensamentos positivos. Eu vou dormir sete horas por noite.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.